Maio – Jerivá

Fonte: Google Images

Distribuído geograficamente na região Sul da Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, a espécie Syagrus romanzoffiana, é uma palmeira conhecida popularmente como Jerivá, coquinho-babão, tâmara da terra, coco juvena, coqueiro, cheribão, pindó e pati. A frutificação do Jerivá ocorre entre os meses de fevereiro e agosto.

A espécie possui entre 7 e 15 metros de altura e entre 30 e 50 centímetros de diâmetro, ocorre no Cerrado, na Mata Atlântica e em quase todas as formações florestais. O fruto, de coloração alaranjada, suculento e adocicado, serve de alimento para o homem e também para diversas espécies de pássaros.

Quando extraído, o sumo do fruto do Jerivá serve para o preparo de geléias e sucos. É oleaginoso e fornece matéria-prima para a fabricação de sabão. As sementes são utilizadas para a confecção de artesanatos e suas amêndoas são apreciadas para o consumo in natura, produção de óleo e farinha.

Com informações da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: